quinta-feira, 31 de maio de 2012

A dor do silêncio que nada preenche.


Faz hoje 365 dias, faz um ano que você se foi, continuo te amando e te sentindo. Ao acordar, levanto e dou um leve beijo no travesseiro ao lado, que nessas 8.766 horas não foi ocupado, vou até o banheiro molho o rosto e grito: - “Vamô” amor, tá na hora. Levanta logo preguiçoso! Volto no quarto, visto minha a roupa que você sempre gostava mais ficava com ciúmes, pois ressaltava meus seios. Pego a bolsa e vou ao trabalho, minha clinica onde você me ajudou a decorar, sempre me apoiando em todos os sonhos que saem dessa cabecinha maluca. Depois de um dia de trabalho, cansativo a única coisa que quero é chegar em casa e ver que você me espera com o jantar na mesa, como costumávamos fazer, mais quando chego oque encontro? O Sofá vazio, uma xicara de café inacabada e a toalha ainda em cima da cadeira... Ai me desespero e ligo para o seu celular:

 - Alô, amor? Onde você está? Já cheguei e trouxe vinho para o nosso jantar, trouxe também aquele filme que você queria ver...

- (Silêncio)

- Amor?

Desligo e percebo que a saudade está me deixando incompleta, não consigo controlar as lágrimas que caem quando escuto aquela música, sabe “I Won't Give Up On Us”.  Os dias ficaram mais compridos, nada cessa meu pensamento em você.Volta que eu te protejo, te abraço, te escuto, te mimo, te amo.

(Andreza Mônica)

4 comentários:

  1. Perfeito, eu simplesmente fiquei sem palavras...

    Beijo linda ;**

    ResponderExcluir
  2. Essa é meu maior desejo, deixar as pessoas sem palavras.... Beiijos :*

    ResponderExcluir